Flores de Livro | CLÁUDIA SOUSA

“Flores de Livro” (foto © Eduardo Pinto)

Flores de Livro – leituras para a infância (e não só)
Leitura em voz alta, leitura de olhos abertos, leitura de literatura fabulosamente ilustrada.
Leitura partilhada e individual. Leitura de arte, que saltou das prateleiras da biblioteca para fazer sentido (e ser sentida) por aí.
Os livros são escolhidos a pensar nas crianças, mas é costume haver um brilho nos olhos de jovens, adultos e idosos que se deixam encantar. Já houve também quem visse bebés de colo, animados, a descobrir o mundo e a interagir com os livros e com os outros segredos que a mala guarda.
No Teatro da Cerca de São Bernardo, todos os sábados são especiais e são para a infância. Que é como quem diz, são para toda a gente!

LEITURA
Flores de Livro
CLÁUDIA SOUSA
[NOVA DATA] 15 de Janeiro de 2022
sábado, 16h00

Bar/Livraria do TCSB
M/2 > 50 min
> 5€ (adulto+criança); 3€ (individual)

[SÁBADOS PARA A INFÂNCIA NO TCSB]

informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

CLÁUDIA SOUSA
Bacharel em Educação Social (ESE/IPP) e licenciada em Animação Sócio Educativa (ESE/IPC).
Foi responsável pelo Serviço Educativo da Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, pela concepção e dinamização da Biblioteca Itinerante EMA (Espaço Móvel de Animação), pelo desenvolvimento de actividades de animação no Auditório Municipal Carlos Paredes e colaborou na organização do I e II Encontro Nacional de Serviço Educativo “Diferentes Leituras”, no município de Vila Nova de Paiva. Ainda neste município trabalhou em projectos de desenvolvimento local (Programa de Luta contra a Pobreza e Programa Progride) e foi responsável pelos Serviços da Componente de Apoio à Família, em articulação com a Coordenadora Pedagógica, do Agrupamento de Escolas Aquilino Ribeiro, de Vila Nova de Paiva.
Com uma larga experiência no desenvolvimento de actividades de animação para diferentes públicos (leitura, narração oral, escrita criativa, expressão plástica, ilusionismo entre outras) é responsável, desde 2012, pelo projecto Flores de Livro, através do desenvolvimento de sessões de conto, oficinas e formações um pouco por todo o país. Em Coimbra, no Teatro da Cerca de São Bernardo, desenvolve sessões de conto e leitura mensais desde 2013. Como contadora participou em alguns festivais de narração oral, dos quais destaca Palavras Andarilhas (Beja), Contos de Avó (Vila Nova de Famalicão), Um porto de Contos (Porto), Rio de Contos (Almada) e Fiadeiro de Contos (Montalegre).

Comments are closed.