“Floresta de Enganos” estreia a 2 de Dezembro no Teatro Garcia de Resende

Cinco anos depois de “Embarcação do Inferno”, A Escola da Noite e o CENDREV – Centro Dramático de Évora voltam a juntar as suas equipas criativas e estreiam “Floresta de Enganos”, a última obra de Gil Vicente, representada em Évora em 1536. Nas vésperas da Inquisição, que viria ainda nesse ano em que foi estreada a peça, um Filósofo, com um Parvo atado ao pé, preso e proibido de falar, não deixa de nos segredar o que pagou pelo que disse, pelo que criticou, pelos seus “consejos muy sanos”. A peça desenrola-se em tom de comédia, com gran finale, casamento e música. Assim a classifica a Compilação de 1562, mas o tom do prólogo é de tragicomédia. Talvez seja mais um “engano”. Porque este prólogo, de acentos trágicos, marcado pela imagem bem impressiva da situação dos dois actores, sobrevive como “texto autónomo” e o discurso do Filósofo parece constituir um testemunho e um testamento das ideias políticas, sociais e religiosas do autor.

Com encenação de José Russo, cenografia de João Mendes Ribeiro, Luísa Bebiano e Sebastião Resende, direcção musical de Paulo Vaz de Carvalho, figurinos de Ana Rosa Assunção e desenho de luz de António Rebocho, o espectáculo conta com intérpretes das duas companhias: Ana Meira, Beatriz Wellenkamp Carretas, Hugo Olim, Ivo Luz, Jorge Baião, José Russo, Maria Marrafa e Miguel Magalhães.


TEATRO | ESTREIA
Floresta de Enganos, de Gil Vicente
CENDREV / A Escola da Noite
2 a 12 de Dezembro de 2021
quarta a sábado 21h30, domingo 16h00

Teatro Garcia de Resende, Évora,
M/12 > 70’

Informações e reservas através dos contactos do Cendrev:
266 703 112 / geral@cendrev.com

Leave a Reply

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.