Estreia mundial de Antonio Nóbrega abre programação de Maio no TCSB

Que extraordinário mês de Maio nos espera no TCSB!
A estreia mundial de “Mestiço Florilégio”, espectáculo que celebra os 50 anos de carreira do multifacetado artista brasileiro Antonio Nóbrega, abre a programação já no próximo sábado.
Depois, acolhemos Beatriz Dias, com o espectáculo de dança “NEON 80”, o Clube de Leitura Teatral com AveLina Pérez, a peça “Ás oito da tarde, cando morren as nais”, do Centro Dramático Galego, a co-produção Teatro das Beiras / Karlik Danza Teatro em torno da obra de José Saramago e os concertos do Festival Epicentro. Para além, claro, dos Sábados para a Infância, que este mês propõem uma visita ao Centro de Documentação 25 de Abril, uma sessão de histórias e música para todas as idades.
Faça-nos companhia!

Antonio Nóbrega (© Silvia Machado)

MESTIÇO FLORILÉGIO
O espectáculo é uma “antologia lúdica” sobre a trajectória artística de Antonio Nóbrega ao longo das últimas cinco décadas. Com a sua companheira Rosane Almeida, propõe-nos um espectáculo multidisciplinar, que cruza música, dança, teatro, cinema e conversa com o público.
Fiel ao percurso da dupla (também responsável pela criação em São Paulo do conceituado Instituto Brincante), “Mestiço Florilégio” parte do mundo cultural popular brasileiro: “foi a partir do reservatório popular brasileiro de cantos, danças, formas poéticas, entre outras” que Nóbrega e Rosane “criaram os variados entremeios que compõem esse florilégio, reflexo também do caldeamento cultural que se processou, principalmente no estrato sociocultural subalterno brasileiro”. Pensando no público de Portugal, os artistas adiantam sobre esta sua nova criação: “Mestiço Florilégio é uma espécie de moderna Reisada, onde o arcaico e o moderno se fundem dentro do espírito de complementaridade tão necessário ao nosso fragmentado mundo”.
O regresso a Coimbra de Antonio Nóbrega (que aqui se apresentou em 2003 e em 2018) ocorre a convite das XVIII Jornadas de Cultura Popular do Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra (GEFAC). O espectáculo terá lugar no TCSB a 8 de Maio, domingo, pelas 16h00. Na véspera, 7 de Maio, pelas 15h00, Rosane Almeida dirige uma oficina de danças tradicionais brasileiras, também integrada nas Jornadas. Esta iniciativa tem lugar na “Sala Brincante” da Cena Lusófona, no Pátio da Inquisição.

“Ás oito da tarde cando morren as nais” (© Miramemira)

TEATRO GALEGO EM COIMBRA
A segunda semana do mês é dedicada ao teatro galego contemporâneo, com destaque para a obra da dramaturga AveLina Pérez, convidada da sessão de Maio do Clube de Leitura Teatral. Na terça-feira, dia 10, pelas 18h30, será feita a leitura da sua peça “Os cães não compreendem Kandinsky”. A sessão acontece na Sala Brincante da Cena Lusófona e tem, como habitualmente, entrada gratuita. No dia seguinte, pelas 11h00, a autora nascida em 1969 (distinguida, entre outros, com os prémios Abrente e Álvaro Cunqueiro para textos teatrais) dirige uma masterclass sobre a sua obra, que terá lugar na mesma sala, também com entrada livre. No final da semana – Sábado, 14 de Maio, 21h30 – o TCSB acolhe a mais recente produção do Centro Dramático Galego, o espectáculo “Ás oito da tarde cando morren as nais”, com texto de AveLina Pérez e encenação e dramaturgia de Marta Pazos.

“NEON 80” (© Paulo Pimenta)

NEON 80 E FESTIVAL EPICENTRO
Em parceria com o TAGV e a Blue House, o TCSB abre as portas a dois festivais da cidade, nas áreas da dança e da música. No dia 11 de Maio, pelas 21h30, a bailarina Beatriz Dias apresenta “NEON 80”, produção que traça um labirinto “inspirado nos conceitos de cyberpunk, cyberspace, cyborgbody e video game” e enaltece “o lado marginal do ser humano, o lado da sobrevivência, da oposição às regras, da possibilidade de escolha e do lugar da liberdade do indivíduo”. Os bilhetes custam entre 5 e 7 Euros e podem ser comprados na ticketline ou reservados directamente no Teatro.
Os dias 20 e 21 de Maio são integralmente dedicados à música e ao festival Epicentro, que neste fim-de-semana assenta arraiais no TCSB, com três propostas diferentes, pensadas em parceria com o colectivo Omnichord – agência, produtora e editora musical sediada em Leiria. O programa inclui  a “Conversa com música: 10 anos da Omnichord” (sexta, 20 de Maio, 21h30), a oficina “A música dá trabalho” (sábado, 11h00, integrada nos “Sábados para a Infância, para crianças a partir dos 6 anos) e o vídeo-concerto “Nu”, da banda First Breath After Coma(sábado, 21 de Maio, 21h30). Os bilhetes também já estão à venda, no TCSB e na ticketline.

SARAMAGO EM CO-PRODUÇÃO LUSO-ESPANHOLA
O Teatro das Beiras (Covilhã) e o grupo Karlik Danza Teatro (Cáceres, Espanha) apresentam em Coimbra, a 18 de Maio (quarta-feira, 21h30), a co-produção “Quem se chama José Saramago”, com encenação de Cristina D. Silveira. O espectáculo é assumido como um “tributo ao escritor, pensador e activista” e apresenta-nos “o homem como um personagem em si, no espaço de ficção que é o teatro”. A montagem inclui excertos de obras como “A ilha desconhecida”, “Levantados do Chão”, “Ensaio sobre a cegueira” e “O ano da morte de Ricardo Reis”. Para além da sessão para o público em geral, os grupos apresentam uma sessão para o público escolar, no mesmo dia, às 15h00.

“Uma viagem à Casa das Memórias: divertir-se e aprender no Centro de Documentação 25 de Abril da UC”

SÁBADOS PARA A INFÂNCIA: MEMÓRIAS, HISTÓRIAS E MÚSICA PARA BEBÉS
Para além da oficina produzida pela Blue House e pela Omnichord, o programa de Maio dos Sábados para a Infância inclui uma visita guiada, com actividades lúdicas, ao Centro de Documentação 25 de Abril (7 de Maio, 11h00, para crianças entre os 6 e os 12 anos), a sessão de histórias “Pim perlim pim pim!… mas as histórias não chegam ao fim?”, por Miriam Ferreira (14 de Maio, 11h00, para crianças a partir dos 4 anos) e ainda o regresso do espectáculo musical “Malas e Fraldas”, de Vânia Couto (28 de Maio, 11h00, para bebés e crianças até aos 3 anos). 

Informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Leave a Reply

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.