“Auto dos Físicos” em DVD

(fotografia: Eduardo Pinto)

O nosso “Auto dos Físicos”, de Gil Vicente, está disponível em DVD. Estreado em 2014 em co-produção com a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, o espectáculo oferece uma divertida viagem no tempo ao Portugal (e à Língua Portuguesa) do século XVI.

Escrito e representado pela primeira vez entre 1512 e 1524, o Auto dos Físicos encerra o livro das farsas na “Copilaçam” de 1562 mas viria a ser excluído, pela censura da Inquisição, na edição de 1586.
Acredita-se, pelo tom chocarreiro e pelo burlesco que a caracterizam, que foi representada em época de Carnaval. Um padre “morre” de um amor não correspondido e quatro médicos (os “físicos”) visitam-no à vez, sugerindo estapafúrdios remédios. Brásia Dias, a parente que primeiro o tenta ajudar, um moço transformado em (fraco) alcoviteiro e um padre confessor que compreende “bem demais” o sofrimento do seu colega completam o leque de personagens desta farsa, rematada por uma “ensalada” vicentina, com referências e citações de outras peças do autor e a elementos do cancioneiro tradicional.
A peça apresenta caricaturas de pessoas concretas – os quatro físicos correspondem a pessoas que realmente existiam e que o público facilmente reconhecia – mas é também, como quase toda a obra de Vicente, um retrato da corte, da Igreja e da sociedade portuguesas do século XVI em Portugal.
Com encenação de António Augusto Barros, o espectáculo conta com as interpretações de Filipe Eusébio, Igor Lebreaud, Maria João Robalo, Miguel Magalhães e Sofia Lobo, cenografia de João Mendes Ribeiro, figurinos e adereços de Ana Rosa Assunção, luz de Rui Valente, som de Zé Diogo e vídeo de Eduardo Pinto.
Depois da sua ante-estreia em Coimbra (a 14 de Setembro de 2014, no Pavilhão Centro de Portugal, no âmbito das comemorações dos 35 anos do Serviço Nacional de Saúde), o espectáculo foi já apresentado mais de 60 vezes, em dezena e meia de localidades de Portugal e Espanha. Foi visto por cerca de 4.500 pessoas, entre as quais largas centenas de alunos do ensino básico e do ensino secundário.
A edição em vídeo foi apoiada pela Direcção-Geral das Artes do Ministério da Cultura. O DVD custa 10 Euros e pode ser encomendado por mail, através do endereço geral@aescoladanoite.pt. Até à reabertura dos teatros, A Escola da Noite oferece os portes de envio.

Leave a Reply

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.