Posts Tagged ‘Cena Lusófona’

Hoje no TCSB: O arranque da “Ocupação Brincante” e a continuação do Butoh

Terça-feira, Setembro 25th, 2018

Antonio Nobrega Cena 2

Oficina Matlide 2_Fotor

Dia grande – e dedicado à formação – no Teatro da Cerca de São Bernardo: Começa a “Ocupação Brincante”, com Rosane Almeida e António Nóbrega, e é dia de Matilde J. Ciria dirigir as suas oficinas de treino físico para as artes cénicas e Butoh.

Está a tempo de se juntar a qualquer uma delas.

Faça-nos companhia!

OFICINA
Treino físico para as artes cénicas
Matilde J. Ciria
11 de Setembro a 11 de Dezembro de 2018
terças-feiras, 18h30 – 20h00
Cena Lusófona > 8,00 €

OFICINA
NI.BUTOH – Ni Teatro Ni Dança
Matilde J. Ciria
11 de Setembro a 11 de Dezembro de 2018
terças-feiras, 20h00 – 22h00
Cena Lusófona > 15,00 €

DANÇA | OFICINA
Uma Linguagem Brasileira de Dança
Rosane Almeida
25 a 28 de Setembro de 2018
terça a sexta-feira, 14h00-16h30
duração total: 10 horas
Cena Lusófona > preços: 50 Euros; estudantes: 30 Euros
org. A Escola da Noite / Cena Lusófona

POESIA | OFICINA
Tirando Versos na Rima
António Nóbrega
25 a 28 de Setembro de 2018
terça a sexta-feira, 17h00-19h30
duração total: 10 horas
Cena Lusófona > preços: 50 Euros; estudantes: 30 Euros
org. A Escola da Noite / Cena Lusófona

informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Setembro no TCSB: Histórias Perversas, António Nóbrega e oficinas de movimento

Segunda-feira, Agosto 20th, 2018

A reposição de TOMEO Histórias Perversas e a “Ocupação Brincante”, com o regresso a Coimbra do músico e bailarino brasileiro António Nóbrega, são os destaques da programação de Setembro do Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra. Entre as novidades estão também duas oficinas de movimento, dirigidas por Matilde Javier Ciria, que decorrerão ao longo do ano.

site 210809

HISTÓRIAS PERVERSAS
Um ano depois do grande sucesso alcançado com este espectáculo, que registou sucessivas lotações esgotadas, A Escola da Noite volta a apresentar em Coimbra “TOMEO Histórias Perversas”, criação que assinalou o 25.º aniversário da companhia.
Pelo transformado palco do TCSB voltarão a passar, a partir de 20 de Setembro, os 26 textos curtos escritos pelo dramaturgo espanhol Javier Tomeo, seleccionados a partir das obras “Histórias Mínimas”, “Cuentos perversos”, “Inéditos y Reescrituras”, “Los nuevos inquisidores”, “Problemas oculares” e “Bestiário”.

TOMEOHistoriasPerversas_EduardoPinto04

“TOMEO Histórias Perversas” (foto: Eduardo Pinto)

Muitas vezes a raiar o absurdo e definida como uma “literatura livre e audaz”, a obra de Tomeo é plena de humor, ironia e sátira mas também de poesia e humanismo. A perversidade, anunciada pelo próprio, e a aparente falta de compaixão com que trata as suas personagens desafiam-nos a pensar na forma como vivemos, como vivemos com o outro e como convivemos com um mundo que tantas vezes nos parece uma coisa demasiado estranha. A propósito dos “seres incompletos, incapazes de encaixar no mundo” que povoam os textos de Tomeo, escreve Daniel Gascón no prólogo de “Cuentos Completos”: “Com as suas parábolas sobre o medo irracional, a solidão e a incomunicação, Javier Tomeo faz com que a realidade se torne um pouco mais ameaçadora, mas também muito mais rica e fascinante. É o melhor serviço que um escritor pode prestar aos seus leitores”.
De volta ao contacto com o público da cidade estão as intrigantes e desafiadoras personagens que nos conduzem pelo universo de Tomeo: (muitos) míopes, pais que vêem gigantes onde filhos vêem moinhos, assassinos que saltam da tela de cinema, crianças que partem a lua em pedaços, esqueletos que falam, capitães que desertam, leões que choram e muitas outras coisas que nem sempre “saem à medida dos nossos desejos”.
A par do trabalho dos três actores da companhia (Igor Lebreaud, Miguel Magalhães e Sofia Lobo), que se desdobram em dezenas de personagens, sobressai neste espectáculo o artesanal e sofisticado dispositivo cénico, (possível apenas numa sala com as características do TCSB), construído para realçar os efeitos de surpresa, mistério e inquietação que os textos transmitem. A música – original e interpretada ao vivo – de Jorri (a Jigsaw), o vídeo de Eduardo Pinto, a iluminação de António Rebocho e os figurinos e adereços de Ana Rosa Assunção, com a direcção (dramaturgia, encenação e espaço cénico) de António Augusto Barros, completam o leque de criações que fazem deste espectáculo uma proposta a que é impossível ficar indiferente.

“OCUPAÇÃO BRINCANTE”, COM ANTÓNIO NÓBREGA: OFICINAS E AULAS-ESPECTÁCULO
Na última semana do mês, interrompendo temporariamente (e por uma muito boa causa) a nova temporada de “TOMEO Histórias Perversas”, A Escola da Noite e a Cena Lusófona acolhem em Coimbra a “Ocupação Brincante” com António Nóbrega. O programa desenhado com o músico e bailarino brasileiro (que em 2003 passou pela Oficina Municipal do Teatro e pelo TAGV) inclui duas oficinas de quatro dias e duas aulas-espectáculo, oportunidades únicas para conhecer o notável trabalho de pesquisa e formação desenvolvido por aquele que é um dos mais singulares músicos, bailarinos e coreógrafos contemporâneos do Brasil e do espaço lusófono.
Entre 25 e 28 de Setembro (terça a sexta-feira), terão lugar duas oficinas, com a duração de 4 dias – uma de dança, diriga por Rosane Almeida, e outra de música e poesia, dirigida pelo próprio Nóbrega. “Uma linguagem brasileira da dança” e “Tirando versos na rima” são particularmente apelativas para intérpretes de artes cénicas, alunos/as e professores/as do ensino artístico e educadores/as mas destinam-se ao público em geral e podem ser usufruídas por qualquer pessoa, independentemente da experiência artística que tenha. As inscrições, já abertas, custam 50 Euros por oficina (30 Euros, no caso de estudantes).

António Nóbrega (foto: Silvia Machado)

António Nóbrega (foto: Silvia Machado)

“Com Passo Sincopado” e “Mátria” são os títulos das duas aulas-espectáculo que António Nóbrega apresentará no palco do TCSB nos dias 29 e 30 de Setembro (sábado às 22h00 e domingo às 16h00). Na primeira, o artista apresenta a sua visão de uma dança brasileira contemporânea, sistematizada a partir do encontro de matrizes corporais índio-africano-iberopopulares (passos, giros, meneios, molejos, gingados, etc.) com princípios técnicos, práticas e procedimentos formais provenientes de linguagens de dança do Ocidente e Oriente. Em “Mátria”, que define como “ uma viagem lírica e brincalhona e ao mesmo tempo repleta de significados”, Nóbrega aprofunda, através da música cantada e instrumental, da dança e da atuação teatral, uma síntese da fricção cultural que identifica no Brasil contemporâneo, entre o rico imaginário cultural popular brasileiro (a “Mátria”) e “o universo cultural Pátria – o da técnica e sistematização desenvolvidos pela tradição ocidental de cultura, de ascendência greco-latina-judaico-bárbaro-cristã”.
Os bilhetes para as aulas-espectáculo custam entre 6 e 10 Euros e já podem ser reservados pelos contactos habituais do TCSB.

NI.BUTOH E TREINO FÍSICO PARA AS ARTES CÉNICAS: AULAS REGULARES COM MATILDE JAVIER CIRIA
Recém-radicado em Coimbra, o bailarino e coreógrafo espanhol Matilde Javier Ciria é o novo artista da cidade a quem A Escola da Noite se orgulha de abrir as portas do Teatro da Cerca de São Bernardo.
A partir de 11 de Setembro, e ao longo de toda o ano, as terças-feiras no Teatro oferecem duas oficinas regulares de movimento, que podem ser frequentadas individualmente ou de forma complementar, conforme a disponibilidade e a vontade dos/as formandos/as.
Entre as 18h30 e as 20h00, decorre semanalmente a oficina “Treino físico para as artes cénicas”, destinada a “melhorar as capacidades psicofísicas dos participantes”. Com exercícios baseados em técnicas de Noguchi Taiso, Body Weather, Yoga e Teatro, serão trabalhadas aptidões como flexibilidade, resistência, relaxamento, reacção, escuta interna, escuta espacial, coordenação e ritmo, entre outras. Particularmente pensada para intérpretes e alunos de artes cénicas, a formação “dirige-se a todos os corpos, independentemente da sua experiência”.
Logo de seguida, entre as 20h00 e as 22h00 de todas as terças-feiras, Matilde Ciria dirige a oficina Ni.Butoh – “Ni teatro ni dança”. Originária do Japão (criada nos anos 50 do século XX por Tatsumi Hijikata e Kazuo Ohno), a dança Butoh é definida como “uma dança da vida, da liberdade”. “Através do confronto da alma com o corpo humano, procura integrar a dualidade da existência (vida/morte, masculino/feminino, consciente/inconsciente, futuro/passado…) e encontrar uma forma de expressão única de cada ser e ao mesmo tempo comum a todos, uma verdade da alma através do corpo, que permita a sabedoria inconsciente manifestar-se através do movimento consciente” – adianta Matilde Ciria. Útil para quem utiliza o corpo como ferramenta de trabalho nas artes cénicas, a oficina de Butoh pode no entanto ser frequentada por todos/as quantos/as querem conhecer melhor o seu corpo e as suas possibilidades: “Mediante o desafio dos nossos limites físicos, emocionais e psicológicos, poderemos entrar num espaço de vazio mental – desde aí poderemos escutar o mistério, bater à porta atrás da qual se encontram as memórias ocultas do nosso corpo e deixar que o movimento surja de outro lugar, mais profundo. A chave será a nossa sensibilidade”.
As inscrições para as oficinas podem ser feitas por aula, por mês ou por trimestre, havendo condições especiais para as pessoas que frequentem as duas.

 

Coimbra, Teatro da Cerca de São Bernardo
Programação de Setembro de 2018

OFICINA
Treino físico para as artes cénicas
Matilde J. Ciria
11 de Setembro a 11 de Dezembro de 2018
terças-feiras, 18h30 – 20h00
Cena Lusófona > 8,00 €

OFICINA
NI.BUTOH – Ni Teatro Ni Dança
Matilde J. Ciria
11 de Setembro a 11 de Dezembro de 2018
terças-feiras, 20h00 – 22h00
Cena Lusófona > 15,00 €

TEATRO
TOMEO Histórias Perversas
de Javier Tomeo
A Escola da Noite
20 a 23 de Setembro e 3 a 14 de Outubro de 2018
quarta a sábado, 21h30; domingos, 16h00
M/12 > 1h30 > 6 a 10 €

DANÇA | OFICINA
Uma Linguagem Brasileira de Dança
Rosane Almeida
25 a 28 de Setembro de 2018
terça a sexta-feira, 14h00-16h30
duração total: 10 horas
Cena Lusófona > preços: 50 Euros; estudantes: 30 Euros
org. A Escola da Noite / Cena Lusófona

POESIA | OFICINA
Tirando Versos na Rima
António Nóbrega
25 a 28 de Setembro de 2018
terça a sexta-feira, 17h00-19h30
duração total: 10 horas
Cena Lusófona > preços: 50 Euros; estudantes: 30 Euros
org. A Escola da Noite / Cena Lusófona

DANÇA | AULA-ESPECTÁCULO
Com Passo Sincopado
António Nóbrega
29 de Setembro de 2018
Sábado, 22h00
M/6 > 60′ > 6 a 10 Euros

DANÇA/MÚSICA | AULA-ESPECTÁCULO
Mátria
António Nóbrega
30 de Setembro de 2018
Domingo, 16h00
M6 > 60′ > 6 a 10 Euros

informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Hoje na Feira Cultural de Coimbra: Flores de Livro especial

Sábado, Junho 2nd, 2018

fdl201409

Hoje de manhã a Cláudia Sousa vai plantar as “Flores de Livro” no Parque Manuel Braga, numa sessão especial dedicada a autores de língua portuguesa.

As histórias podem ser ouvidas junto ao stand da Cena Lusófona na Feira Cultural de Coimbra (entrada pelo lado do Largo da Portagem), numa sessão ao ar livre, com entrada gratuita. Começa às 11h00. Faça-nos companhia!

LEITURA PARA A INFÂNCIA
Flores de Livro – especial lusofonia / Feira Cultural de Coimbra
Cláudia Sousa
2 de Junho de 2018
Sábado, 11h00
Parque Dr. Manuel Braga / Feira Cultural de Coimbra > M/2 > 50′
Entrada gratuita
[Sábados para a infância no TCSB]
co-organização: Cena Lusófona

II Mostra de Teatro Galego em Coimbra: bilhetes à venda

Sábado, Junho 14th, 2014

cartazweb

Já pode comprar ou reservar bilhetes para os 4 espectáculos da II Mostra de Teatro Galego que o TCSB organiza na próxima semana.

As reservas são feitas pelos contactos habituais do TCSB: 239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt / página d’A Escola da Noite no facebook. Os bilhetes reservados podem ser levantados até meia hora antes da hora do espectáculo.

É a altura ideal para comprar uma assinatura TCSB: por 30 Euros tem direito a 5 entradas e por 50 Euros tem direito a 10+1 entradas. Os cartões são válidos por um ano a partir da data da compra e podem ser utilizados pela mesma pessoa em espectáculos diferentes ou por diferentes pessoas num mesmo espectáculo.

Veja aqui o programa completo da Mostra.

 

II Mostra de Teatro Galego em Coimbra

Quinta-feira, Junho 12th, 2014

Pelo segundo ano consecutivo, A Escola da Noite acolhe no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra, algum do melhor teatro que actualmente se faz na Galiza. A II Mostra de Teatro Galego decorre entre 18 e 21 de Junho e traz à cidade Cándido Pazó, o Sarabela Teatro, o Teatro do Noroeste e o Teatro do Morcego.

Cándido Pazó, "Memorias dun neno labrego"

Cándido Pazó, “Memorias dun neno labrego”

Cabe ao autor, encenador e actor Cándido Pazó abrir a programação. Artista conhecido do público de Coimbra, onde por diversas vezes esteve como contador de histórias e onde apresentou, em 2010, o espectáculo “Historias Tricolores”, Pazó regressa com um novo monólogo, desta vez construído a partir de um clássico da literatura galega – “Memórias dun neno labrego” (Memórias de um menino camponês), de Xosé Neira Vilas. O texto foi publicado em 1961 e está fortemente enraízado na cultura da Galiza, pelas marcas que transporta da memória colectiva de um povo que ao longo das últimas décadas foi deixando de ser eminentemente rural para “iniciar uma longa travessia rumo a um universo urbano, numa viagem cheia de intersecções e misturas” que explicam a sua moderna identidade. Um universo de antigas crianças camponesas – “ou de filhos, netos, bisnetos e tetranetos de crianças camponesas” – com o qual os portugueses não terão dificuldade em identificar-se. É a esse universo que Cándido dirige o espectáculo: “aos moradores das aldeias da memória ou das terras de asfalto, que por muito que nos lavemos teremos sempre a alma manchada de terra”.
A acompanhar a interpretação “a solo” de Cándido Pazó estão um elaborado trabalho de vídeo (Nano Besada Caneda e Ruben Vidal “Zé”) e a música original de Manuel Riveiro, num espectáculo que combina muito bom humor com emoção e evocação.

a-idade-da-pavia
O Sarabela Teatro, sediado em Ourense, é um parceiro antigo d’A Escola da Noite. Para a sua quarta apresentação em Coimbra, onde esteve em 2003, 2009 e 2013, propõe o texto de um autor argentino, Arístides Vargas. “A idade da pavía” conta a história de nove mulheres de três gerações diferentes, sob um “realismo mágico” em que o passado e as recordações são os protagonistas. Sobre o público incidem emoções contraditórias e um sabor agri-doce: o espectáculo mistura ironia, ternura e momentos de dor.

Cenário pós-crise e memórias do século XVI
O Teatro do Noroeste apresenta “Linda and Freddy, ilusionistas”. Com texto e encenação de Eduardo Alonso, o espectáculo mostra-nos um casal de ilusionistas num “cenário pós-crise”. Fechados numa casa à qual cortaram tudo – “a luz, o telefone e quase até o ar que se respira” – os artistas aguardam uma chamada telefónica que lhes garantirá um contrato para uma nova digressão pelos grandes circuitos internacionais. À medida que o tempo passa, começam a perceber que essa chamada não chegará nunca e decidem preparar o seu derradeiro número, numa das mais brilhantes especialidades do casal: o escapismo. Mas em vez de se fazerem desaparecer a si próprios têm a maior ideia de todas, a “ideia-mãe”: vão fazer desaparecer o resto do mundo…

Teatro do Noroeste, "Linda and Freddy, ilusionistas"

Teatro do Noroeste, “Linda and Freddy, ilusionistas”

No último dia da mostra, o Teatro do Morcego, dirigido por Celso Parada, traz um texto com 500 anos e de uma “insólita actualidade”. De autor desconhecido, “A vida de Lazarino de Tormes e das súas fortunas e adversidades” foi publicado em 1554, 62 anos depois da descoberta da América: o ouro chegava a Espanha mas eram os banqueiros alemães que ficavam com a “parte de leão”, aumentando o número de pessoas que viviam em situação de miséria extrema. É o caso de Lazariño, que com muito humor e sarcasmo expõe o seu caso e, com ele, as contradições e injustiças da sociedade da sua época.

Teatro do Morcego, "Lazariño de Tormes"

Teatro do Morcego, “Lazariño de Tormes”

A Mostra decorre de 18 a 21 de Junho (quarta a sábado) e todos os espectáculos têm lugar às 21h30. Os bilhetes variam entre os 5 e os 10 Euros, sendo que é particularmente vantajoso adquirir uma das assinaturas do TCSB. Por 30 ou 50 Euros, elas dão direito a 5 ou a 10+1 entradas, respectivamente, que podem ser utilizadas pela mesma pessoa em dias diferentes (os cartões têm a validade de 12 meses) ou por diferentes pessoas num mesmo espectáculo. Como habitualmente, é possível fazer reserva antecipada de lugares pelos telefones 239 718 238 / 966 302 488 ou pelo e-mail geral@aescoladanoite.pt.

II Mostra de Teatro Galego
Coimbra, Teatro da Cerca de São Bernardo
18 a 21 de Junho de 2014

Memorias dun neno labrego
a partir da novela homónima de Xosé Neira Vilas
Cándido Pazó
18 de Junho
quarta-feira, 21h30
M/12 > 5 a 10 Euros

A idade da pavía
de Arístides Vargas
Sarabela Teatro
19 de Junho
quinta-feira, 21h30
M/12 > 5 a 10 Euros

Linda and Freddy, ilusionistas
de Eduardo Alonso
Teatro do Noroeste
20 de Junho
sexta-feira, 21h30
M/12 > 5 a 10 Euros

Lazariño de Tormes
Teatro do Morcego
21 de Junho
sábado, 21h30
M/12 > 5 a 10 Euros