Posts Tagged ‘José Manuel Pureza’

Hoje no TCSB: José Manuel Pureza comenta “Eu, Daniel Blake”

Sexta-feira, Maio 12th, 2017

I DANIEL BLAKE

Prossegue a extensão a Coimbra do Festival DESOBEDOC – Mostra de Cinema Insubmisso. Hoje à noite é exibido o filme “Eu, Daniel Blake”, de Ken Loach. A sessão começa às 21h30, tem entrada gratuita e conta com o comentário de José Manuel Pureza.
Faça-nos companhia!

CINEMA
Eu, Daniel Blake
de Ken Loach
com comentário de José Manuel Pureza
12 de Maio de 2017
Sexta-feira, 21h30
M/12 > 100′ > DRA > Reino Unido/França/Bélgica, 2016
Bar do TCSB > entrada gratuita
no âmbito do DESOBEDOC 2017 – Extensão a Coimbra

Maio no TCSB: cinema desobediente, a estreia de Vânia Couto e a festa de a Jigsaw

Segunda-feira, Maio 1st, 2017

cartaz TCSB 201705 (1)

A estreia de “Um, dois três… papelinho japonês”, de Vânia Couto, o concerto de a Jigsaw que celebra os 10 anos do album “Letters from the boatman” e a extensão a Coimbra do festival de cinema DESOBEDOC são apenas alguns dos destaques da programação de Maio do Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra. Os bilhetes para todas as iniciativas já estão à venda e podem também ser reservados pelos contactos habituais do Teatro.

pela mao de alice

Com cinco sessões programadas para Maio, o cinema volta a assumir um lugar de relevo na programação do TCSB. Logo na primeira semana, no dia 5, é exibido o filme “A Pirâmide Humana”, realizado por Jean Rouch em 1961. O filme relata uma experiência provocada pelo realizador na Costa do Marfim, ao desafiar alunos brancos e negros para participarem num projecto conjunto. A iniciativa, com entrada livre, é do SOS Racismo, ainda no âmbito das comemorações do 25 de Abril em Coimbra. Três dias depois, a 8 de Maio, é o Centro de Estudos Sociais a promover a estreia mundial do documentário “Pela Mão de Alice”. Dirigido por Raquel Freire, o filme “segue as andanças académicas e socio-políticas de Boaventura Sousa Santos no decurso do projecto de investigação ‘ALICE: Espelhos Estranhos, Lições Imprevistas’”. A sessão contará com a presença da realizadora e do próprio Boaventura. Entre 11 e 13 de Maio, A Escola da Noite acolhe no bar do Teatro a extensão a Coimbra do festival DESOBEDOC, com três documentários seguidos de comentário e debate: “Ten days that shook the world”, de Granada TV, “Eu, Daniel Blake”, de Ken Loach, e “Nada a Temer”, de Luísa Sequeira e Sama. Francisco Louçã, José Manuel Pureza e Marisa Matias são as pessoas convidadas pela organização para comentar os filmes, respectivamente. No último dia, que contará com a presença dos realizadores, a mostra termina com uma festa, ao som das músicas escolhidas pelo DJ Toni Ferrino.

O regresso de a Jigsaw
A banda de Jorri e João Rui regressa a um palco que conhece bem para mais um momento marcante do seu percurso. Desta vez, a dupla escolheu o TCSB para fazer a apresentação da reedição em vinil do seu primeiro album, “Letters from the boatman”, dez anos depois da edição original. A festa está marcada para 27 de Maio, sábado, às 21h30, e os bilhetes já podem ser comprados ou reservados pelos contactos habituais. O concerto contará com a participação de vários dos músicos que colaboraram nas primeiras gravações, cujos nomes serão anunciados ao longo do mês.

18119480_1505247496201254_5488288545069351835_n

Vânia Couto estreia novo espectáculo nos Sábados para a infância
No que diz respeito à programação para crianças e famílias, o destaque do mês vai para a estreia do novo espectáculo de Vânia Couto, “Um, dois, três… papelinho japonês”. Acompanhada pela actriz Sandra Henriques, a intérprete que dá vida ao inconfundível Catrapum viaja agora até ao oriente para descobrir e dar a conhecer as maravilhas do origami. Duas personagens encontram-se no Japão, numa espaço perdido entre papéis que ninguém consegue representar. Brincam, dançam, exploram, tocam e mudam de papel, que se transforma em barcos, dragões, caixas, cores, pássaros gigantes e muitas outras coisas! A sessão para o público em geral terá lugar a 13 de Maio, pelas 11h00. Nos dias 16, 17 e 18 (terça a quinta-feira), haverá três sessões especiais para creches e jardins de infância, para as quais já é também possível reservar lugares.

"Um, dois, três... Papelinho Japonês" (foto: Nilce Carvalho)

“Um, dois, três… Papelinho Japonês” (foto: Nilce Carvalho)

Nos restantes sábados do mês, o programa inclui uma nova edição da oficina de música para pais e filhos “Som a som, tom a tom” (Vânia Couto, a 6 de Maio), a oficina de ilustração “O livro de pano gigante – a partir de Claes Oldenburg” (Ana Biscaia, na tarde de 20 de Maio) e uma jornada dupla com Cláudia Sousa, no dia 27 de Maio: de manhã a habitual sessão de “Flores de Livro – leitura de contos para a infância” e à tarde a oficina “Direito a:”, que antecipa as comemorações do Dia Mundial da Criança, com actividades em torno das representações que os mais pequenos fazem dos seus próprios direitos.
A aproximar-se do fim, prossegue a oficina “Filosofia para crianças”, dirigida por Celeste Silva. As sessões de Maio têm lugar nos dias 6 e 20, sempre às 15h00 e com entrada gratuita.

Clube de Leitura Teatral e monografia de João Mendes Ribeiro
A programação de Maio do TCSB inclui ainda uma nova sessão do Clube de Leitura Teatral, marcada, como habitualmente, para a primeira terça-feira do mês. O actor Igor Lebreaud, que volta a dirigir os trabalhos, escolheu a peça “As regras da arte de bem viver na sociedade moderna”, do francês Jean-Luc Lagarce. Cerca de uma dezena de leitores vão partilhar o texto com o público no bar do Teatro, a partir das 18h30. A sessão tem entrada gratuita.

foto livro JMR

No dia 18 de Maio, também pelas 18h30, terá lugar a apresentação em Coimbra da monografia “João Mendes Ribeiro 2003/2016”, editada pela Uzina Books. O livro aborda de forma pormenorizada as obras que fazem parte do percurso do arquitecto desenvolvido entre 2003 e 2016: “foram selecionados 15 trabalhos que se destacam na sua maioria por se tratarem de excelentes obras de reabilitação e/ou requalificação do edificado e do património”. Ana Tostões, Carlos Quintáns e Antoni Ramón são os autores que reflectiram sobre a obra de João Mendes Ribeiro, também membro fundador d’A Escola da Noite e colaborador regular da companhia. Na sessão de apresentação, moderada por Maria Milano, intervirão Jorge Figueira, José António Bandeirinha e Nuno Grande. A entrada é gratuita.

Coimbra, Teatro da Cerca de São Bernardo
PROGRAMAÇÃO MAIO / 2017

LEITURA
“As regras da arte de bem viver na sociedade moderna”, de Jean-Luc Lagarce
dir. Igor Lebreaud
pelo Clube de Leitura Teatral – Coimbra
2 de Maio de 2017
Terça-feira, 18h30
Bar do TCSB > 90′
sessões preparatórias: 27 e 28/03, 21-24h00; 02/05, 15-18h00
entrada gratuita

CINEMA
A Pirâmide Humana
de Jean Rouch
com o comentário de Sara Araújo
5 de Maio de 2017
sexta-feira, 21h30
M/12 > 90′ > França / Costa do Marfim, 1961
Org. SOS Racismo
entrada gratuita

MÚSICA | OFICINA PARA PAIS E FILHOS
Som a som, tom a tom
Vânia Couto
6 de Maio de 2017
Sábado, 11h00
adultos + crianças dos 2 aos 10 anos > 50′
Preço: 10 Euros (adulto+criança)
[Sábados para a infância no TCSB]

OFICINA
Filosofia para crianças
com Celeste Silva
e Joana Santos (sessões com pais)
6 e 20 de Maio de 2017
Sábados, 15h00
8 – 12 anos > 60′
participação gratuita

CINEMA [ESTREIA]
Pela Mão de Alice
de Raquel Freire
seguido de debate com a realizadora e Boaventura Sousa Santos
8 de Maio de 2017
segunda-feira, 21h00
M/12 > 100′ > DOC > Portugal, 2017
Org. Alice – CES/UC
entrada gratuita

CINEMA
Ten days that shook the world
de Granada TV
com comentário de Francisco Louçã
11 de Maio de 2017
Quinta-feira, 21h30
M/12 > 77′ > DOC > Reino Unido, 1967
Bar do TCSB > entrada gratuita
no âmbito do DESOBEDOC 2017 – Extensão a Coimbra

CINEMA
Eu, Daniel Blake
de Ken Loach
com comentário de José Manuel Pureza
12 de Maio de 2017
Sexta-feira, 21h30
M/12 > 100′ > DRA > Reino Unido/França/Bélgica, 2016
Bar do TCSB > entrada gratuita
no âmbito do DESOBEDOC 2017 – Extensão a Coimbra

CINEMA
Pessoa Coisa Cidade Torre
de Paula Sacchetta, Pedro Nogueira e Peu Robles

+

Nada a Temer (work in progress)
de Luísa Sequeira e Sama
com comentário de Marisa Matias e debate com os realizadores
13 de Maio de 2017
Sábado, 21h30
M/12 > 21′ + 20′ > DOC > Brasil, 2015 + Portugal/Brasil, 2017
Bar do TCSB > entrada gratuita
no âmbito do DESOBEDOC 2017 – Extensão a Coimbra

MÚSICA
DESOBEDOC 2017 – Coimbra: Festa de encerramento
DJ Toni Ferrino
13 de Maio de 2017
Sábado, 23h00
Bar e foyer do TCSB > entrada gratuita
no âmbito do DESOBEDOC 2017 – Extensão a Coimbra

MÚSICA
Um, Dois, Três… Papelinho Japonês! [ESTREIA]
Vânia Couto
13 de Maio de 2017
Sábado, 11h00
M/3 > 50′
Preços: 8 € (adulto+criança); 5 € (individual)
[Sábados para a infância no TCSB]
Sessões para creches e jardins de infância: 16 a 18 de Maio (terça a quinta-feira, 10h30)

ARQUITECTURA | APRESENTAÇÃO DE LIVRO
João Mendes Ribeiro / 2003-2016
ed. Uzina Books
com Jorge Figueira, José António Bandeirinha, Nuno Grande e a moderação de Maria Milano
18 de Maio de 2017
Quinta-feira, 18h30
entrada gratuita

ILUSTRAÇÃO | OFICINA
O livro de pano gigante
(a partir de Claes Oldenburg)
Ana Biscaia
20 de Maio de 2017
Sábado, 14h00
adultos + crianças dos 6 aos 14 anos > 3 horas
Preço: 10 € (adulto + criança); 8 € (individual)
[Sábados para a infância no TCSB]

LEITURA DE CONTOS PARA A INFÂNCIA
Flores de Livro
Cláudia Sousa
27 de Maio de 2017
Sábado, 11h00
Bar do TCSB > M/2 > 50′
Preços: 3,00 € (individual); 5,00€ (criança + acompanhante)
[Sábados para a infância no TCSB]

DESENHO E PINTURA | OFICINA
Direito a:
Cláudia Sousa
27 de Maio de 2017
Sábado, 15h00
Sub-palco e Jardim da Cerca de São Bernardo > 6 aos 10 anos > 120′
Preço: 5,00 €
[Sábados para a infância no TCSB]

MÚSICA
Letters From the Boatman – 10th anniversary
a Jigsaw
27 de Maio de 2017
Sábado, 21h30
M/6 > 90′
Preços: 6 a 10 Euros

informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Hoje, na Livraria do TCSB: “Desobedecer à União Europeia”

Sexta-feira, Dezembro 11th, 2015

pureza com capa

A Escola da Noite acolhe esta tarde, na Livraria do TCSB, a apresentação pública do novo livro de José Manuel Pureza, “Desobedecer à União Europeia”, editado pela Deriva Editores, em parceria com a Cul.tra.

A sessão tem lugar às 18h30 e conta a presença do autor e a apresentação do economista Jorge Bateira.

Não perca!

APRESENTAÇÃO DE LIVRO
Desobedecer à União Europeia
de José Manuel Pureza
com a presença do autor e a apresentação de Jorge Bateira
11 de Dezembro de 2015
sexta-feira, 18h30
Livraria do TCSB > entrada livre
org. Deriva Editores / A Escola da Noite

Deputadas do PE classificam política europeia de imigração como “desumana”

Domingo, Fevereiro 2nd, 2014
IMG_6911

Marisa Matias, Ana Cristina Santos e Inês Zuber (fotos: Eduardo Pinto)

A deputada do PCP no Parlamento Europeu Inês Zuber acusou ontem a União Europeia de condicionar a sua política de imigração aos interesses económicos. “É uma política desumana e que contradiz a ideia de que a Europa é um espaço onde os direitos humanos são respeitados”, declarou a deputada, relembrando as 20 mil pessoas que morreram já no Mediterrâneo quando tentavam chegar à Europa.

No debate organizado pel’A Escola da Noite em parceria com a Licenciatura em Relações Internacionais da FEUC a pretexto do espectáculo “Novas diretrizes em tempos de paz” participou também Marisa Matias, deputada do Bloco de Esquerda. Corroborando a acusação da sua colega do Grupo da Esquerda Unitária Europeia (GUE-NGL), Marisa Matias acrescentou a situação dos refugiados que procuram asilo na Europa, fugindo de situações de conflito ou a diferentes tipos de perseguição: para evitar recebê-los no seu espaço, a UE “concessiona” esse acolhimento a outros países, sem acautelar as condições em que ficam as pessoas.

As duas deputadas referiram ainda os crescentes constrangimentos com que se confrontam os próprios imigrantes europeus dentro do Espaço Schengen, apontando exemplos recentes ocorridos na Inglaterra, no Luxemburgo e na Bélgica, onde diariamente dezenas de cidadãos europeus recebem cartas de expulsão.

IMG_6910

Dois dias antes, no primeiro debate do ciclo, Maria João Guia, investigadora do Centro de Direitos Humanos e do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, apresentou dados que refutam a ideia feita de que os índices de criminalidade são maiores entre os imigrantes. “Há muito a fazer no que respeita à educação das pessoas”, afirmou, quando questionada acerca dos preconceitos que subsistem quer entre os decisores políticos, quer entre a população em geral.

Gustavo Behr, José Manuel Pureza e Maria João Guia (fotos: Eduardo Pinto)

Gustavo Behr, José Manuel Pureza e Maria João Guia (fotos: Eduardo Pinto)

Na mesma conversa, Gustavo Behr, vice-presidente da Casa do Brasil em Lisboa, referiu-se à “discricionariedade” com que os imigrantes são tratados pelas autoridades competentes. “A personagem de Segismundo mostra isso muito bem”, afirmou, referindo-se ao guarda da alfândega da peça de Bosco Brasil.

IMG_6903

“Novas diretrizes em tempos de paz” retoma agora a sua digressão. Chega ao Teatro Garcia de Reende, em Évora, já no próximo fim-de-semana, e parte depois para a Galiza (quatro cidades entre 13 e 16 de Fevereiro) e Lisboa (Teatro Meridional, 27 de Fevereiro a 1 de Março).

começa hoje

Quinta-feira, Janeiro 30th, 2014
Diário As Beiras, 30/01/2014

Diário As Beiras, 30/01/2014