Posts Tagged ‘Gil Vicente’

Fevereiro no TCSB: “Auto dos Físicos” e muita ilustração nos “Sábados para a infância”

Terça-feira, Janeiro 30th, 2018

“Auto dos Físicos”, o espectáculo de Gil Vicente que A Escola da Noite estreou em 2014, em co-produção com a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, volta em Fevereiro ao palco do TCSB, para uma temporada de duas semanas, que inclui também algumas sessões especiais para o público escolar.
Nos Sábados para a infância, a ilustração está em destaque, com a presença de duas das mais reconhecidas ilustradoras portuguesas contemporâneas: Ana Biscaia e Rachel Caiano dirigem duas oficinas irresistíveis, a 3 e a 17 de Fevereiro.

Sofia Lobo, Miguel Magalhães e Filipe Eusébio, "Auto dos Físicos" (foto: Pedro Rodrigues)

Sofia Lobo, Miguel Magalhães e Filipe Eusébio, “Auto dos Físicos” (foto: Pedro Rodrigues)

AUTO DOS FÍSICOS
“Auto dos Físicos”, com encenação de António Augusto Barros, estreou em Setembro de 2014, no âmbito das comemorações dos 35 anos do Serviço Nacional de Saúde, promovidas pela Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos.
Desde então, foi apresentado mais de 50 vezes, em quatro temporadas em Coimbra e em 12 localidades de Portugal e Espanha (Arganil, Barcelos, Braga, Caldas da Rainha, Campo Benfeito, Casar de Cáceres, Castelo Branco, Covilhã, Évora, Guarda, Leiria e Matosinhos). Regressa agora ao palco do TCSB, para uma temporada de duas semanas, com seis sessões para o público em geral (8 a 17 de Fevereiro, de quinta a sábado) e seis sessões especiais para escolas (de 7 a 16 de Fevereiro, de quarta a sexta-feira), para as quais ainda é possível fazer inscrições de grupos.

“Uma bufonada de Carnaval”
A peça que Carolina Michaelis classificou como “uma bufonada de franca imoralidade de Carnaval” foi escrita e representada pela primeira vez entre 1512 e 1524. O texto encerra o livro das farsas na “Copilaçam” de 1562 mas viria a ser excluído, pela censura da Inquisição, na edição de 1586.
Acredita-se, pelo tom chocarreiro e pelo burlesco que a caracterizam, que foi representada em época de Carnaval. Um padre “morre” de um amor não correspondido e quatro médicos (os “físicos”) visitam-no à vez, sugerindo estapafúrdios remédios. Brásia Dias, a parente que primeiro o tenta ajudar, um moço transformado em (fraco) alcoviteiro e um padre confessor que compreende “bem demais” o sofrimento do seu colega completam o leque de personagens desta divertida farsa, rematada por uma “ensalada” vicentina, com referências e citações de outras peças do autor e a elementos do cancioneiro tradicional.
A peça apresenta caricaturas de pessoas concretas – os quatro físicos correspondem a pessoas que realmente exisitiam e que o público facilmente reconhecia – mas é também, como quase toda a obra de Vicente, um retrato da corte, da Igreja e da sociedade portuguesas do século XVI em Portugal.

ILUSTRAÇÃO NOS SÁBADOS PARA A INFÂNCIA
Sempre presente ao longo dos três anos de programação regular que já levam os “Sábados para a infância”, a ilustração ganha especial destaque neste mês de Fevereiro, com as oficinas dirigidas pelas reconhecidas e premiadas ilustradoras Ana Biscaia e Rachel Caiano.

foto

“TIGRES DE FATO DE BANHO na parede dos desenhos”, oficina de Ana Biscaia

Ana Biscaia, que entre outras distinções venceu o Prémio Nacional de Ilustração em 2012, propõe mais uma original actividade. Desta vez, desafia os mais pequenos a encherem uma parede de desenhos, ao sabor da sua imaginação e levemente inspirados em Matisse, Munari, Basquiat. Perguntando-se, curiosa, se irão aparecer “garoupas, peixes galo, meninas, tigres de fato de banho”, antecipa uma manhã especial, em que os participantes vão fazer crescer uma grande ilustração, “como uma hera, respirante, ofegante, parede fora”. Destinada a crianças a partir dos 4 anos e com a duração de três horas, a oficina “TIGRES DE FATO DE BANHO na parede dos desenhos” abre a programação do mês, logo a 3 de Fevereiro, pelas 10h00. A inscrição custa 10 Euros.

Rachel Caiano

Rachel Caiano

Duas semanas depois (17 de Fevereiro, 11h00), A Escola da Noite tem o prazer de acolher, pela primeira vez nos Sábados para a Infância, a ilustradora Rachel Caiano (Prémio Autores da SPA 2016, Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância 2014, finalista do Prémio Autores – Melhor Livro de Literatura Infanto-Juvenil 2013, da SPA, entre outros). A sessão começa com a apresentação do livro “O Mundo é redondo”, de Gertrude Stein, um clássico da literatura para a infância recentemente publicado em Portugal pela Ponto de Fuga, com ilustrações suas e tradução de Luísa Costa Gomes. Logo após a apresentação, que tem entrada livre e é aberta aos pais, tem início a oficina com o mesmo título do livro. No sub-palco do Teatro, Rachel promete montar “um ginásio desenhado das coisas redondas. Munidos de tintas e pincéis, papel e tesoura, todos são convidados a desenhar, pintar e inventar”. “Quantas coisas redondas esconde o mundo?” – eis o desafio a que vai responder com os miúdos, ao longo de uma hora e meia de oficina. A actividade destina-se a crianças entre os 5 e os 12 anos e a inscrição custa 10 Euros.
Ainda nos Sábados para a Infância, Fevereiro oferece uma nova edição da oficina “Brincar ao Teatro”, com a actriz d’A Escola da Noite Maria João Robalo (10 de Fevereiro, 11h00), e o regresso do espectáculo de teatro e música “Um, dois, três… papelinho japonês”, da Catrapum Catrapeia, com Vânia Couto e Sandra Henriques (24 de Fevereiro, 11h00). Em relação a este último, que nos propõe “uma visita ao mundo imaginário do origami, entre a música e a cultura do Oriente” e que estreou no TCSB em 2017, vão igualmente realizar-se duas sessões especiais para jardins de infância na sexta-feira imediatamente anterior (23 de Fevereiro, 10h30 e 14h30). Já é possível efectuar inscrições.

CLUBE DE LEITURA TEATRAL
Ainda no âmbito do ciclo dedicado à dramaturgia portuguesa contemporânea, com sessões dirigidas pelos próprios autores, o Clube de Leitura Teatral recebe este mês José Maria Vieira Mendes, que propõe a leitura da peça “Max e René. Um monólogo e um cão”. A leitura vai acontecer no Teatro Académico de Gil Vicente no dia 6 de Fevereiro, pelas 18h30, e as sessões preparatórias estão marcadas para 5 de Fevereiro (18h30 – 21h30) e para o próprio dia da leitura (15h00 – 18h00). Como habitualmente, tanto a participação como leitor/a como a “mera” assistência à sessão são gratuitas.

José Maria Vieira Mendes

José Maria Vieira Mendes

José Maria Vieira Mendes nasceu em 1976 e escreve e traduz teatro. O seu trabalho no teatro tem estado ligado aos Artistas Unidos e ao Teatro Praga. Das suas peças destacam-se: Dois Homens (1998); Se o Mundo não fosse assim (2004); A Minha Mulher (2007); O Avarento ou A última festa (2007); Onde Vamos Morar (2008); Aos Peixes (2008) e ANA (2009). Foi distinguido com o Prémio Revelação Ribeiro da Fonte 2000 do Instituto Português das Artes do Espetáculo, Prémio ACARTE/Maria Madalena Azeredo Perdigão 2000 da Fundação Calouste Gulbenkian, Prémio Luso-Brasileiro de Dramaturgia António José da Silva 2006, atribuído pelo Instituto Camões e Funarte pela peça “A Minha Mulher”.
O Clube de Leitura Teatral é uma co-organização d’A Escola da Noite / TCSB e do TAGV, aberta a qualquer pessoa (com ou sem experiência em artes cénicas), que promove mensalmente, de forma alternada entre os dois espaços, a leitura pública de textos teatrais.

Coimbra, Teatro da Cerca de São Bernardo
Programação de Fevereiro de 2018

OFICINA DE ILUSTRAÇÃO
TIGRES DE FATO DE BANHO
na parede dos desenhos
Ana Biscaia
3 de Fevereiro de 2018
Sábado, 10h00
M/4 > 180′
Preço: 10 Euros
Sábados para a infância no TCSB

LEITURA
Max e René. Um monólogo e um cão.
de José Maria Vieira Mendes
Clube de Leitura Teatral
6 de Fevereiro de 2018
Terça-feira, 18h30
TAGV > 60′
entrada gratuita
Sessões preparatórias: 5/02, 18h30-21h30; 6/02, 15h00-18h00

TEATRO
Auto dos Físicos
de Gil Vicente
A Escola da Noite
8 a 17 de Fevereiro de 2018
quinta-feira a sábado, 21h30
sessões para escolas
(mediante reserva prévia):
8 a 16/02/2018
quarta a sexta-feira, 11h00 e 15h00
M/12 > 50′
5 a 10 Euros (sessões para escolas: 3 Euros/aluno)

OFICINA
Brincar ao Teatro (6-10)
Maria João Robalo / A Escola da Noite
10 de Fevereiro de 2018
Sábado, 11h00
6 aos 10 anos > 90′
Preço: 10 Euros

APRESENTAÇÃO DE LIVRO E OFICINA DE ILUSTRAÇÃO
O Mundo é redondo
Rachel Caiano
17 de Fevereiro de 2018
Sábado, 11h00 (apresentação do livro); 11h30 – 13h00 (oficina)
5 – 12 anos > 90′
Preço: 10 Euros
(apresentação do livro com entrada livre)

TEATRO | MÚSICA
Um, Dois, Três… Papelinho Japonês!
Catrapum Catrapeia [Vânia Couto e Sandra Henriques]
24 de Fevereiro de 2018
Sábado, 11h00
M/3 > 50′
Preços: 8 € (adulto+criança); 5 € (individual)
Sábados para a infância no TCSB
Sessões para creches e jardins de infância: 23/02/2018, sexta-feira, 10h30 e 14h30

informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Hoje em Leiria: “Embarcação do Inferno” despede-se do Teatro José Lúcio da Silva

Sexta-feira, Janeiro 26th, 2018

IMG_4759 (1)

Depois das duas sessões especiais para o público escolar da região, a nossa “Embarcação do Inferno” despede-se hoje de Leiria, com uma sessão para o público em geral. É às 21h30, no Teatro José Lúcio da Silva, e os bilhetes podem ser comprados aqui.

Faça-nos companhia!

TEATRO
“Embarcação do Inferno”, de Gil Vicente
co-produção A Escola da Noite / Cendrev

co-produção A Escola da Noite / Centro Dramático de Évora
encenação António Augusto Barros e José Russo interpretação Ana Meira, Igor Lebreaud, Jorge Baião, José Russo, Maria João Robalo, Miguel Magalhães, Rosário Gonzaga, Rui Nuno cenografia João Mendes Ribeiro e Luisa Bebiano figurinos e bonecos Ana Rosa Assunção música Luís Pedro Madeira iluminação António Rebocho
consultadoria científica José Augusto Cardoso Bernardes
M/12 > 60′

LEIRIA, TEATRO JOSÉ LÚCIO DA SILVA
26 de Janeiro de 2018
sexta-feira, 21h30
sessões para o público escolar:
25 de Janeiro de 2018
quinta-feira, 10h30 e 14h30

informações e reservas:
244 834 117 / marketing@teatrojlsilva.pt

 

Embarcação do Inferno chega a Leiria

Terça-feira, Janeiro 23rd, 2018

“Embarcação do Inferno”, a co-produção com que A Escola da Noite e o Cendrev assinalam os 500 anos do mais conhecido texto de Gil Vicente, prossegue em Janeiro a sua viagem pelo país. O Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, é a próxima sala a acolher o espectáculo, com uma sessão para o público em geral e duas sessões para escolas.

leiria jan

No âmbito da digressão nacional, que já passou por mais de uma dezena de cidades portuguesas, o projecto com que A Escola da Noite, de Coimbra, e o Centro Dramático de Évora assinalam os 500 anos do mais estudado texto vicentino chega esta a semana a Leiria. Para o Teatro José Lúcio da Silva estão agendadas três sessões de “Embarcação do Inferno”: duas para o público escolar, a 25 de Janeiro (quinta-feira, 10h30 e 14h30) e uma para o público em geral, a 26 de Janeiro (sexta-feira, 21h30). Os bilhetes podem ser adquiridos online ou na bilheteiras do Teatro.

Temas intemporais, 500 anos depois
“Embarcação do Inferno” é uma co-produção entre duas das companhias portuguesas que mais aprofundadamente têm trabalhado a obra de Gil Vicente e que partilham o gosto por trabalharem sempre o texto original, ainda que através de abordagens cénicas contemporâneas. Nos anos em que se comemoram os 500 anos da primeira apresentação e da primeira edição do “Auto de Moralidade da Embarcação do Inferno”, também conhecido como “Auto da Barca do Inferno” (2016-2018), os dois grupos assumem a vontade de celebrar com o público este momento fundador do Teatro Português: Gil Vicente não é “apenas” o nosso maior dramaturgo, ele é uma das figuras cimeiras da nossa literatura e da nossa cultura, pese embora o insistente esquecimento a que tem sido votado. À falta de datas precisas de nascimento e morte, é a sua obra que pode e deve ser comemorada, em particular o “Auto da Barca do Inferno”, o grande clássico do Teatro português e obra maior da Idade Média europeia.
As companhias convidam assim os espectadores a voltarem a olhar para a peça e a confrontarem-se com tudo o que ela continua a ter para nos oferecer, cinco séculos depois. No texto que escreveu para o programa do espectáculo, José Augusto Cardoso Bernardes salienta: “pela mão qualificada, segura e inventiva da Escola da Noite e do Centro Dramático de Évora, somos convidados a revisitar temas de sempre: o tempo, a morte, o merecimento. Para tal, nem sequer precisamos de sair completamente do século XXI. Com os pés assentes no nosso tempo, apuremos o ouvido para escutar a sensibilidade e a moral de um outro tempo. Descobriremos que, afinal, esse tempo estranho não está ainda tão afastado de nós como à primeira vista pode parecer.”

A grande viagem desta “Embarcação do Inferno”
“Embarcação do Inferno” estreou no Teatro Garcia de Resende, em Évora, em Outubro de 2016. É co-encenado pelos directores artísticos das duas companhias – António Augusto Barros e José Russo – e conta com um elenco misto: Ana Meira, Jorge Baião, José Russo, Rosário Gonzaga e Rui Nuno (Cendrev) e de Igor Lebreaud, Maria João Robalo e Miguel Magalhães (A Escola da Noite). A equipa inclui ainda Ana Rosa Assunção (figurinos e bonecos), João Mendes Ribeiro e Luisa Bebiano (cenografia), António Rebocho (iluminação) e Luís Pedro Madeira (música).
Desde a estreia, o espectáculo foi apresentado em 110 sessões, às quais assistiram mais de 10 mil espectadores, incluindo largas centenas de alunos e professores do ensino secundário. Para além das duas cidades das companhias – Évora e Coimbra –, o projecto passou já por outras nove localidades portuguesas, de oito distritos diferentes: Campo Benfeito (Viseu), Bragança, Aveiro, Viana do Castelo, Caldas da Rainha (Leiria), Barreiro (Setúbal), Figueira da Foz (Coimbra), Castelo Branco e Porto. Em várias destas cidades têm sido realizadas, a par dos espectáculos, oficinas para professores e as conferências “Gil Vicente no seu tempo e no nosso tempo”, num ciclo coordenado por José Augusto Cardoso Bernardes, professor e investigador na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e consultor científico do projecto.
Ao longo de 2018 e até Janeiro de 2020, o projecto continuará “na estrada” e regressará anualmente ao Teatro Garcia de Resende e ao Teatro da Cerca de São Bernardo, em Évora e em Coimbra, onde Cendrev e A Escola da Noite, respectivamente, são companhias residentes.

TEATRO
“Embarcação do Inferno”, de Gil Vicente
co-produção A Escola da Noite / Cendrev

co-produção A Escola da Noite / Centro Dramático de Évora
encenação António Augusto Barros e José Russo interpretação Ana Meira, Igor Lebreaud, Jorge Baião, José Russo, Maria João Robalo, Miguel Magalhães, Rosário Gonzaga, Rui Nuno cenografia João Mendes Ribeiro e Luisa Bebiano figurinos e bonecos Ana Rosa Assunção música Luís Pedro Madeira iluminação António Rebocho
consultadoria científica José Augusto Cardoso Bernardes
M/12 > 60′

LEIRIA, TEATRO JOSÉ LÚCIO DA SILVA
26 de Janeiro de 2018
sexta-feira, 21h30
sessões para o público escolar:
25 de Janeiro de 2018
quinta-feira, 10h30 e 14h30

informações e reservas:
244 834 117 / marketing@teatrojlsilva.pt

Hoje no Porto: oficina para professores/as e nova viagem da “Embarcação”

Sábado, Janeiro 20th, 2018

IMG_4659 (1)

A “Embarcação do Inferno”, co-produção d’A Escola da Noite com o Cendrev, prossegue hoje a sua temporada no Teatro Carlos Alberto, no Porto.

Hoje tem lugar a oficina para professores/as (11h00 – 13h00; 14h30 – 17h30) e apresentamos uma nova sessão do espectáculo, às 19h00.

Amanhã é o último espectáculo. Não perca esta oportunidade – faça-nos companhia!

TEATRO
“Embarcação do Inferno”, de Gil Vicente
co-produção A Escola da Noite / Cendrev

PORTO, TEATRO CARLOS ALBERTO
17 a 21 de Janeiro de 2018
quarta a sexta-feira, 21h00
sábado, 19h00
domingo, 16h00
sessões para o público escolar:
18 e 19 de Janeiro de 2018
quinta e sexta-feira, 15h00

Conferência/Entrevista com José Bernardes
15 de Janeiro de 2018
segunda-feira, 21h00
entrada gratuita

Oficina para professores
20 de Janeiro de 2018
11h00 – 13h00 / 14h30 – 17h30

informações e reservas:
223 401 951 / relacoespublicas@tnsj.pt

Hoje no Porto: mais duas viagens da “Embarcação do Inferno”

Sexta-feira, Janeiro 19th, 2018
(foto: Paulo Nuno Silva)

(foto: Paulo Nuno Silva)

Ao terceiro dia da temporada no Teatro Carlos Alberto de “Embarcação do Inferno”, apresentamos hoje mais duas sessões do espectáculo: às 15h00 para o público escolar e às 21h00 para o público em geral.

Se está pelo Porto ou pela Região, não perca esta oportunidade. Faça-nos companhia!

TEATRO
“Embarcação do Inferno”, de Gil Vicente
co-produção A Escola da Noite / Cendrev

PORTO, TEATRO CARLOS ALBERTO
17 a 21 de Janeiro de 2018
quarta a sexta-feira, 21h00
sábado, 19h00
domingo, 16h00
sessões para o público escolar:
18 e 19 de Janeiro de 2018
quinta e sexta-feira, 15h00

Conferência/Entrevista com José Bernardes
15 de Janeiro de 2018
segunda-feira, 21h00
entrada gratuita

Oficina para professores
20 de Janeiro de 2018
11h00 – 13h00 / 14h30 – 17h30

informações e reservas:
223 401 951 / relacoespublicas@tnsj.pt