Archive for Junho, 2019

Hoje no TCSB: debate BE PRIDE

Segunda-feira, Junho 24th, 2019

Hoje, ao final da tarde, acolhemos no Bar/Livraria do TCSB o debate “Be Pride: Movimento LGBTQI+ – Ontem, hoje e amanhã”, organizado pelo Bloco de Esquerda.

Intervêm a deputada Sandra Cunha, a investigadora Ana Cristina Santos e o activista Diogo Ribeirinha, numa conversa moderada por Mariana Garrido.

A entrada é livre.

DEBATE
BE PRIDE: MOVIMENTO LGBTQI+ – Ontem, hoje e amanhã
com Sandra Cunha, Ana Cristina Santos, Diogo Ribeirinha e moderação de Mariana Garrido
24 de Junho de 2019
Segunda-feira, 17h45
Bar/Livraria do TCSB > entrada livre

Hoje no TCSB: matiné de “o homem que”

Domingo, Junho 23rd, 2019

“[este espectáculo] é uma imagem fiel daquilo que é a essência da obra de Augusto Baptista.”

José António Gomes, intervenção na conversa sobre a obra de Augusto Baptista, Coimbra, TCSB, 22 de Junho de 2019
“o homem que”, a partir da obra de Augusto Baptista (foto: Pedro Rodrigues)

Aos domingos, o espectáculo é às 16h00. Estamos a aproximar-nos do final da temporada de “o homem que”. Não perca esta oportunidade e venha descobrir o singular e multifacetado universo criativo de Augusto Baptista.

Faça-nos companhia!

TEATRO | DESENHO | FOTOGRAFIA
o homem que
a partir da obra de Augusto Baptista
A Escola da Noite
6 a 30 de Junho de 2019
quintas-feiras, 19h00
sextas e sábados, 21h30
domingos, 16h00
M/14 > 80′ > 5 a 10 Euros

informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Tanto para fazer, hoje no TCSB

Sábado, Junho 22nd, 2019

Que grande dia temos hoje no TCSB!

Ana Biscaia (ilustração) e Matilde Javier Ciria (Butoh) já começaram as suas oficinas, à tarde conversamos sobre a obra de Augusto Baptista (com José António Gomes, Fernando Madaíl e Júlio Roldão) e à noite apresentamos uma nova sessão de “o homem que”, a instalação/espectáculo que não pára de surpreender o público.

Faça-nos companhia!

TEATRO | DESENHO | FOTOGRAFIA
o homem que
a partir da obra de Augusto Baptista
A Escola da Noite
6 a 30 de Junho de 2019
quintas-feiras, 19h00
sextas e sábados, 21h30
domingos, 16h00
M/14 > 80′ > 5 a 10 Euros

CONVERSA
o homem que: conversa sobre a obra de Augusto Baptista
com Fernando Madaíl, José António Gomes e a moderação de Júlio Roldão
22 de Junho de 2019
sábado, 17h00
Bar/Livraria do Teatro > entrada livre

OFICINA
NI.BUTOH – Ni Teatro Ni Dança
Matilde Javier Ciria
22 e 23 de Junho de 2019
sábado, 10-13h00 e 14-17h00
domingo, 10-14h00
Cena Lusófona > 10 horas > 60,00 €

ILUSTRAÇÃO | OFICINA
O que será
Ana Biscaia
22 de Junho de 2019
Sábado, 10h30 – 13h00
M/6 > 150′ > 15 €

informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Hoje no TCSB: 10.ª sessão de “o homem que”, às 21h30

Sexta-feira, Junho 21st, 2019
Maria João Robalo, “o homem que” (foto: Pedro Rodrigues)

Teatro, desenho, fotografia e tangram têm surpreendido os espectadores na nova criação d’A Escola da Noite, a instalação/espectáculo que construímos a partir da obra de Augusto Baptista.

Hoje à noite, o espectáculo é às 21h30. Reserve os seus lugares pelos contactos habituais. Faça-nos companhia!

TEATRO | DESENHO | FOTOGRAFIA
o homem que
a partir da obra de Augusto Baptista
A Escola da Noite
6 a 30 de Junho de 2019
quintas-feiras, 19h00
sextas e sábados, 21h30
domingos, 16h00
M/14 > 80′ > 5 a 10 Euros

CONVERSA
o homem que: conversa sobre a obra de Augusto Baptista
com Fernando Madaíl, José António Gomes e a moderação de Júlio Roldão
22 de Junho de 2019
sábado, 17h00
Bar/Livraria do Teatro > entrada livre

informações e reservas:
239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Ana acorda

Sexta-feira, Junho 21st, 2019
Augusto Baptista, “Humor das Multidões” (2000)

Ana acorda. Abre um livro à toa, lê.
E, no livro: “Ana acorda. Abre um livro à toa, lê.”
— Estranho, pareço eu — balbucia Ana.
E, de novo no livro, como num jogo de espelhos: “— Estranho, pareço eu — balbucia Ana.”
A Ana do livro era ela, estava certa agora. Intrigada, corre ao fim da história…
“A Ana do livro era ela, estava certa agora. Intrigada, corre ao fim da história… Inesperado, com um leve ranger de porta, André, enfim de volta da Amazónia! Entra, na mão um grande ramo de rosas bravas, como ela gostava. — André, que surpresa! — grita Ana, retrato de felicidade.”
— André, que surpresa! — grita Ana, retrato de felicidade. “André sopra a zarabatana, dissimulada entre as rosas. A seta de curare letal entra fundo na garganta da namorada, como uma zaragatoa. Ah!”
— Ah!

Augusto Baptista, in Histórias de coisa nenhuma e outras pequenas significâncias. Porto, Campo das Letras, 2000.

o homem que

selecção de textos